ATAQUE DE PÂNICO – DESCUBRA COMO RECONQUISTAR O AUTOCONTROLE

Tempo de leitura: 4 minutos

Você já apresentou algum ataque de pânico?

O transtorno de pânico refere-se à ataques de pânico inesperados e recorrentes.

O ataque de pânico é uma crise abrupta,  desesperadora e muito desagradável.

Imagine sentir o coração disparado, a ponto de você achar que está tendo um infarto do miocárdio.

Imagine sentir forte sensação de falta de ar, asfixia, sufocamento.

Imagine sentir intenso medo de perder o controle, enlouquecer, morrer.

Estes são alguns dos sintomas que podem estar presentes em quem apresenta um ataque de pânico!

A pessoa, durante o surto, sobretudo se não conhece o problema, vai correndo para o pronto socorro, em busca de alívio imediato.

Recebe atendimento de emergência e faz exames para descartar uma doença cardíaca grave.

Depois, percorre vários consultórios médicos para descobrir o que apresenta e fazer mais exames, que não mostram a causa dos sintomas!

O que Caracteriza o Ataque de Pânico?

A característica do ataque de pânico é um surto onde ocorrem pelo menos 4 dos 13 sintomas:

  1. Palpitações, coração acelerado ou taquicardia.
  2. Sudorese.
  3. Tremores.
  4. Sensação de falta de ar ou sufocamento.
  5. Sensação de asfixia.
  6. Dor ou desconforto torácico.
  7. Náusea ou desconforto abdominal.
  8. Sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio.
  9. Calafrios ou ondas de calor.
  10. Sensações de formigamento.
  11. Sensação de estar distanciado de si mesmo.
  12. Medo de perder o controle ou “enlouquecer”.
  13. Medo de morrer.

Tratamento para Transtorno de Pânico

O transtorno de pânico é uma ansiedade patológica e precisa ser tratada.

Não tratá-lo causa enorme sofrimento, prejuízos na vida pessoal e profissional do indivíduo.

O melhor tratamento é a associação de várias medidas, tais como, tratamento médico, psicológico,  mudanças de hábitos e gestão das emoções.

Tratamento Médico

O tratamento medicamentoso é feito, usualmente, com antidepressivos, medicamentos que agem no cérebro, repondo neurotransmissores, como a serotonina e noradrenalina, e proporcionando importante melhora do transtorno de pânico, também conhecido como síndrome do pânico.

Em fases iniciais da doença e durante o ataque de pânico, podem ser utilizados ansiolíticos.

O tratamento é individualizado e deve ser visto pelo médico.

Tratamento psicológico

Importante para auxiliar a pessoa a gerir melhor suas emoções e diminuir níveis de ansiedade.

Mudanças de Hábitos

Ansiedade, transtorno de pânico, síndrome do pânico, ansiedade, ataque de pânico
Mudança de Hábitos

As pessoas encontram-se cada vez mais ansiosas e aceleradas.

Estima-se que 90% da população mundial encontra-se estressada, de acordo com o levantamento realizado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Trabalho, trânsito, dificuldades financeiras e familiares, são alguns dos fatores que aumentam o estresse e geram problemas variados, tais como, alterações do sono, prejuízos na memória, cansaço, doenças gástricas, cardíacas, neurológicas e psiquiátricas.

Para o melhor controle do estresse e da ansiedade, deve-se implementar algumas mudanças de hábitos, a fim de se conquistar um estilo de vida mais saudável. Medidas importantes são:

  • Dormir bem
  • Mudança de hábitos alimentares, em busca de uma alimentação que proporcione energia e saúde
  • Atividade física regular
  • Organização na vida e no trabalho, com economia de tempo e ganho em produtividade
  • Ter momentos de prazer e relaxamento
  • Estar com pessoas amigas e amadas
  • Evitar excesso de cafeína e álcool
  • Conhecer os principais fatores que geram estresse e amenizar essas causas

Gestão das Emoções

Ansiedade, transtorno de pânico, síndrome do pânico, ansiedade, ataque de pânico
Gestão das Emoções

Nossa mente precisa ser treinada para a gestão das emoções, a fim de estarmos no controle das mesmas e não sermos governados por emoções em desalinho.

É preciso pensar antes de reagir,  identificar o que aumenta a ansiedade, decidir se libertar do cárcere das emoções negativas, cultivar pensamentos e sentimentos positivos, buscar uma vida mais tranquila e  feliz.

Todo treinamento exige esforço, disciplina e determinação.

Mas o resultado é ter menos ansiedade e conquistar mais paz e equilíbrio emocional.

Reconquiste o Autocontrole e se Liberte do Pânico!

Ansiedade, transtorno de pânico, síndrome do pânico, ansiedade, depressão, preconceito contra depressão, vitória sobre depressão
Autocontrole

Talvez as duas sensações que mais angustiam quem apresenta a síndrome do pânico sejam o medo e o sentimento de perda do autocontrole.

É importante saber que esta doença tem tratamento e grande melhora.

Por desconhecimento, muitas pessoas não procuram ajuda.

Não fique esperando melhorar sozinho, busque todo o auxílio necessário e saia vitorioso deste problema!

Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer. Gandhi.

 

 

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *